Domingo

Quinta-feira,
E ainda encontro seus cabelos espalhados pelo chão.
Você se foi desde o domingo,
E tua presença ainda é sentida
Como o amarelo das paredes
O marrom da cabeceira
O azul do cobertor.
A minha pele preta.
Te quero aqui domingo que vem.