Rotina

Nunca fui chegada a rotina. Detesto. Odeio. Evito sempre que possível.
E veja só, eu , que de rotina nada tenho, e nunca me agradou, tenho me apegado a uma, e somente a ela: a de te ver todos os dias!
Conversar, ouvir, saber que o dia foi bom mas nada novo lhe aconteceu.
Que teu cheiro ainda é o mesmo porque você não trocou o perfume, e continua usando branco.
Rotina da qual não me vejo cansar. Quero saber cada detalhe, de có e salteado,
Participar intimamente de cada momento e hora do seu dia.
Já levou as roupas pra lavar? A água ainda ta salgada? Comprou algum ingrediente novo para aquele espetáculo de omelete?
E continua almoçando na casa da mãe, não é? É mais comodo, mas rápido e fácil.
Já deixei claro que quero ser parte da tua rotina, e ser a novidade que vai bagunça-la sem desorganizar.
Ser noite, onde sempre foi luz,
caos onde só reina calmaria.
Barulho no silêncio.
Deixa?