Poulain

Enquanto viva for, ainda esperarei o amor.
Daqueles que vejo nos filmes e que da certo. Que tem chuva, tem sol, sorriso e algodão doce.
Que demora pra acontecer porque a moça precisa aprender a arriscar. Por que o moço precisa insistir, mostrar a ela que vale a pena e acreditar que vale a pena;
Enquanto viva for, é esse amor que vou buscar.
Por que é mais que amor. É mais.

Mesmo que demore e acabe e o roteiro, ou que se expanda o roteiro e criem sagas inteiras para enrolar a estória.
Estória de ventos que brincam ao abrir janelas e espalhar as folhas pelo quintal. O mesmo quintal que ela acabou de varrer..
Mas já é outono e as folhas caem, e o vento leva.
Mas ela não presta atenção, olha as folhas que caem enquanto varre e espera o moço bater na porta
O filme acaba e tem chuva, sol, sorriso e algodão doce.

Na porta o moço bateu, e mesmo que tenha demorado, aconteceu.