Tu vai?


É mulher, tu vai ter que
ir à luta, tu vai ter que
sentir a dor, tu vai ter que
passa frio e sede pra poder
ser gente,

Vai mulher, larga mão de seus
receios, enfrente fome, frio e medo
mas levanta a tua voz.
Diz mulher, diz pra esse povo
bandido, que agora você virou
perigo, por que o feminismo te
libertou.

Fala praquele moço folgado,
praquela moça desconfiada
que agora chegou a sua vez,
Fala que você não está sozinha
que não vai só pra cozinha
e que a roupa, só, não vai mais lavar.

Canta esse lema que encanta,
diz que sozinha você é família.
Ai mulher, tu vai pra rua,
vai batucar, vai dizer alto,
Sou feminista e não me calo,
nossa realidade eu vou mudar.