Se eles soubessem

Não entre nessa amiga, boa coisa não é. Você se perde dentro de você mesma, cada canto seu se modifica. Tudo que você acreditava sobre si mesma vira fantasia, todos os seus muros caem e outros são erguidos, mas não pense que vem coisa boa dai, não são muros de confiança, eles não vão lhe proteger desse perigo externo. É uma prisão. O amor é uma prisão. 

É entregar-se ao carrasco como se ele fosse seu anjo da guarda, e talvez ele ate seja, ele pode lhe mostrar quem você realmente é, ou pior, quem você deveria ser. Por isso é uma prisão, dessas solitárias sabe? Você grita, chora, quebra tudo, só que ninguém te ouve, por que não tem ninguém. Ninguém prestando atenção na vida do casal 20. O casal alegre esconde a pessoa triste e presa.  Dai, quando você procura ar, procura suas asas, percebe que foram cortadas e as cicatrizes são no mínimo engraçadas, elas dizem amor. Esse tipo de amor forte que arrebata e que alguns dão  a vida pra encontrar, mas ah! Se eles soubessem! Ah, se soubessem como machuca quando roubam suas asas e escrevem amor, como machuca depositar esperanças e alegrias em cima de outras pessoas. 
 Mas é isso, é de cada sedimento, cada grão de areia que se forma a pedra, e o amor é isso, uma pedra pesada que lhe prende. Te subtrai. Quem mesmo é você? Essa que eu conhecia antes ou essa que se mostra agora? Eu diria que era impossível te ver assim, mas aqui esta, num dos seus piores momentos de crise, alguns poderiam dizer é efeito colateral de alguma droga doida, que lhe estimula e depois te joga no chão, mas é só o amor.  Aquele que depois de um tempo, não dá mais certo.