Greve a vista

De tanta falta, sobra espaço,
espaço pouco, mal administrado.
Falta dada, ponto cobrado.
Carência, desafeto,
insensibilidade talvez,
amor? Não sei.
Sigo a deriva navegando em um mar escuro,
de uma solidão infinda
onde cores agudas e sons neutros
em tons pastéis de um céu cinza,
escondem o sol amarelo claro por trás de sua tristeza.
mas dá pra ver,
Greve a vista!