Sua caixa postal e o que eu queria te dizer.

“Sua chamada esta sendo encaminhada para a caixa de mensagem e estará sujeita a cobrança após o sinal.”

Oi, sou eu, de novo. Te liguei ontem e deixei algumas mensagens mas não sei se você viu, bom, o fato é que eu não recebi uma resposta, você deve estar bem ocupada certo? Olha, eu sei que você saiu de lá com muita pressa e a gente nem conversou direito, mas eu queria te falar, a gente podia se encontrar e então conversaríamos o que você acha? Eu quero muito te encontrar, quero conversar contigo de novo, como amigos, claro, eu sei que você tá nessa onda agora e eu respeito, respeito muito, acho que você tá super certa de tirar esse momento pra pensar em você, entendo ok? Nós podemos sim sair como amigos, e eu juro que pago o teu sorvete (risos), sério, ás vezes eu me pego lembrando daquele dia, a gente aqui em casa assistindo filme, você babando pelo Jhonny Deep e eu pela Angelina até você me lambuzar com sorvete e depois me beijar... Enfim, eu acho que agora não consigo parar de lembrar daqueles tempos, e todos os dias eu lembro de um detalhe novo, uma conversa nova que eu nem tinha prestado atenção sabe? Acho que é por isso que eu quero te encontrar, a gente se dá muito bem, e já que você saiu daqui eu aceito ser teu amigo e participar da tua vida do jeito que você deixar, por que eu acabei descobrindo, olha que coisa, eu... bom, eu descobri que eu não quero que você saia da minha vida, e eu também não quero sair da sua e só de pensar nisso alguma cosa aqui dentro dói, juro, nem sabia que podia sentir algo assim. Você deve estar rindo de mim agora não é? Céus, eu posso até imaginar aquele teu sorriso irônico e divertido que não saía dos teus lábios, e quando você passava batom, uau, parecia que o teu sorriso crescia até tomar o espaço inteiro de qualquer lugar que a gente estivesse. Eu queria ter te dito isso antes, talvez tivesse melhorado alguma coisa, você acha que poderia? Ah, olha, quando a gente se encontrar eu devolvo o teu batom, é, você esqueceu aqui, o mesmo batom que cresce o teu sorriso irônico, e o teu perfume também ficou aqui, mas esse esquecimento é culpa minha, eu acabei misturando entre as minhas coisas e o frasco acabou se perdendo no meio de tanta loção de barba e perfume masculino, me desculpa ok? Eu escondi mesmo, mas agora nem sei mais por que fiz isso, lembro que te pedia pra não usar e você continuava usando e usando, aquilo me enlouquecia, sério, cada vez que você passava com aquele perfume alguma coisa acordava dentro de mim, e eu nunca te disse mas o teu perfume era o mais potente afrodisíaco que eu já conheci, e não digo por conta da marca ou da fragrância por si só, era a combinação, o perfume e a tua pele, limpa ou salgada de suor, adentrava minhas narinas sem permissão e eu via o teu cheiro inalando entre os outros e incendiando os olhos deles, por isso eu escondi, era demais pra mim tinha que ser só meu... Mas eu posso devolvê-lo assim que nos encontrarmos o que você acha? Posso vasculhar a casa e ver se ficou mais alguma coisa por aqui, juntar todas as coisas e levar pra você, eu só preciso de uma resposta, tem tanta coisa pra te contar, tenho um baralho inteiro pra por na mesa e depois que você saiu eu não consegui pensar em mais nada que eu não queira te dizer, acho até que você já sabe, dá pra descobrir pelo teor dessa mensagem não dá? Enfim, eu sei que você quer ouvir, eu sei que tem que ser pessoalmente mas por mim pode ser toda hora porque eu sinto que se não falar o mais rápido que eu puder e na primeira oportunidade, vou acabar me acovardando como fiz todo esse tempo, e foi no mesmo momento que você bateu a porta que eu descobri que precisava te falar, quase gritei mas achei que você não ia ouvir, quem sabe agora (risos), sabe, eu te tu, tu, tu, tu.