Eu, você e eles

     Eu, que pensei que seria eterno, não haveria outros depois de você, me pego não lembrando mais de sua companhia. Eu, que pensei não ser a mesma depois de você, não percebo nenhuma mudança sólida, não vejo mais suas marcas em mim e nem te vejo mais em outras pessoas.
     Eu, que pensei jamais esquecer teu beijo, já nem me lembro da cor dos teus olhos ou o aroma do teu perfume. Eu, que gravei cada palavra dita, que marquei cada sorriso. Eu, que ri contigo nem lembro mais do som da sua risada.
     Eu, que imaginei uma vida inteira ao seu lado, imaginei uma igreja e um bolo confeitado, já nem lembro mais do vestido e a roupa do noivo. Agora não faz mais sentido.
     Eu achei que depois de você os outros seriam os outros, mas não são, eles são eles e eu vou continuar sendo eu, não importa que não tenha você, ou eles, o meu pronome não muda, assim como não mudará o fim da nossa história.